Menu

Profissionais da educação

recebem Bônus por Assiduidade

72872832_2721897194488404_8246514075073249280_o

Homenagem aos profissionais da educação realizado na Câmara Municipal em Outubro de 2019 – Foto: Kleber Oliveira

Por Departamento de Comunicação
comunicacao@aracoiaba.sp.gov.br

A partir de hoje (07) a Prefeitura de Araçoiaba da Serra por meio da Secretaria de Educação e Cultura, estará concedendo bonificação por assiduidade a todos os profissionais que atuam na área da educação. A gratificação é uma iniciativa do Secretário de Educação e Cultura Giuliano Fonseca, dando continuidade no empenho da secretaria em valorizar os seus profissionais. “Começamos essa valorização do nosso capital humano, na homenagem aos professores e demais funcionários da educação, realizado em outubro do ano passado. Fizemos o resgate da importância da profissão, da importância e o papel social que cada um tem. Nós queremos um país melhor, queremos uma cidade melhor. E começa-se pela valorização do nosso capital humano, dos nossos funcionários, porque são eles que estão todo dia na escola e são eles que vão fazer a diferença e implantar as políticas públicas educacionais”, declara.

O bônus além de valorizar o profissional, foi idealizado como uma estratégia para diminuir as faltas. Após levantamento realizado pela secretaria, foi constatado que se gastava um valor expressivo com faltas, o que acaba dando um ônus quantitativo e qualitativo à prefeitura. “Pensava numa forma de juntar os dois pontos. O caráter não é punição, o caráter é valorização. Temos que valorizar os bons funcionários e também combater a falta, quem falta faz falta. Cada professor e cada profissional faz falta, se faltar alguém no transporte, faz uma falta tremenda. Se faltar um ADI faz muita falta. Então pensamos numa forma que contemple a todos”, explica.

Pensando nessas questões o secretário criou um projeto e encaminhou ao setor jurídico da prefeitura. O Prefeito Dirlei Salas Ortega observou a importância da criação da lei e encaminhou o projeto à Câmara Municipal, onde também recebeu o apoio dos vereadores, culminando no final do ano passado com a criação da nova lei.  “Queria uma lei que beneficiasse à todos os funcionários, porque o bônus anteriormente só era pago para o professor e a gestão escolar. O intuito é que o valor gasto com faltas possa ser revertido em bonificação ou mesmo futuramente em aumento salarial, gerindo o orçamento, diminuindo a falta, melhorando a parte operacional e serviços e tendo uma eficiência do trabalho. Então, o motorista vai receber, o assistente administrativo vai receber, o auxiliar de serviço, todos os funcionários vão receber”, afirma.

O secretário explica que a nova lei deve respeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal e o pagamento é feito conforme dotação orçamentária. “A lei fala que não é obrigatório, o poder público é autorizado. E sempre foi colocado isso explicitamente. É pago se tiver dinheiro. Se chegar lá e não tiver dinheiro, não paga. Então isso sempre ficou muito claro. Como temos esse valor vamos pagar a todos os profissionais da educação. Agora precisamos da colaboração de todos em relação as faltas. Cada um receberá proporcional aos dias trabalhados, dessa forma, quanto menos se falta mais se recebe. No final do ano vamos conseguir reavaliar. Será que esse remédio surgiu efeito? Porque não adianta, eu continuar dando um remédio se não está surgindo o efeito desejado. Tem que mudar o medicamento. Tem que mudar a estratégia. Mas estamos confiantes”, finaliza o secretário.

Compartilhe